Notícias

Stock Car: Serra mantém liderança em dia heroico de Campos

2 Outubro 2017, 12:00 am
Publicado em Últimas Notícias
Ler 289 vezes Última modificação em Segunda, 02 Outubro 2017 14:20

 

Stock_02.10.jpg

BUENOS AIRES – Felipe Fraga (Cimed) e Rubens Barrichello (Full Time) conquistaram uma vitória cada, Daniel Serra (RC) manteve a ponta da tabela, Thiago Camilo (Ipiranga/A. Mattheis) consolidou o segundo lugar agora mais perto do líder e Julio Campos (Prati-Donaduzzi) protagonizou uma jornada épica ao partir dos boxes para cruzar a linha de chegada em 4º na segunda corrida. Este, em resumo, foi o saldo da rodada dupla da 9ª etapa da Stock Car, que regressou neste domingo a Buenos Aires e encerrou uma ausência de 10 anos da Argentina do calendário. Antonio Pizzonia, companheiro de Campos, voltou para casa com mais 16 pontos, graças a um 12º e um 8º lugares.

Foi um domingo repleto de emoções para o excelente público que compareceu em grande número ao Autódromo Hermanos Gálvez, atraído também pelos 200 Km de Buenos Aires da Super TC2000. A primeira bateria começou com quase uma hora de atraso, por causa das condições de pista adversas na preliminar, e com o asfalto bastante molhado pela chuva. Aos poucos, no entanto, o tempo foi melhorando e o piso secando, apesar da ameaça constante de volta da chuva. O resultado foi um festival de rodadas e alguns acidentes mais espetaculares, mas sem danos para os pilotos, além das diversas intervenções do carro de segurança.

Nos boxes da Prati-Donaduzzi, o desfecho do complemento da programação recompensou a enorme frustração provocada pelos incidentes da corrida inicial que impediram Campos e Pizzonia de desfrutarem das ótimas 4ª e 5ª colocações no grid, a melhor posição conjunta da equipe nos treinos classificatórios em 2017. Pizzonia sofreu um toque ainda nas primeiras voltas que o mandou para o meio do pelotão, enquanto Campos foi obrigado a entrar nos boxes no final por causa de um pneu furado e um leve dano na suspensão dianteira.

Apesar da satisfação pela corrida de recuperação de ambos, o sentimento de que o final de semana não foi o esperado ficou no ar. “A primeira corrida foi complicada. O pneu traseiro esquerdo furou, perdeu pressão, eu não tinha ritmo algum até a hora em que esvaziou por completo e acabei rodando. Um carro ainda me encostou e danificou a minha frente. A equipe conseguiu fazer o reparo, mas eu tinha tanta lama nas rodas que na segunda prova levei umas quatro voltas até conseguir a aderência e o ritmo ideais. Depois, pude andar num ritmo muito forte e terminar bastante próximo dos três primeiros. Foi uma pena, mas está faltando só um detalhezinho para alcançarmos os resultados que temos condições de conquistar”, afirmou Campos.

Pizzonia lamentou o toque com Allan Khodair. “Até agora, não soube de qualquer punição a ele. Na segunda, eu tinha tudo para ir para a frente saindo em 12º, fizemos a estratégia certa, mas faltando 10 voltas tive um problema no sensor. O modo de segurança foi acionado e por isso eu tive de trocar as marcas bem mais cedo que o normal. Quando eu apertava o botão de ultrapassagem, o motor falhava demais e eu perdia tempo, ao invés de ganhar. Por isso, acabei a corrida até com uma sobra de quatro ou cinco pushes. Nosso ritmo de corrida era muito bom tanto com pneus de chuva quanto de seco. Enfim, foi um domingo para esquecer”, avaliou o amazonense, cujo consolo foi subir uma posição no campeonato e passar a ocupar a 14ª colocação.

A 10ª etapa da Stock Car será realizada no próximo dia 22 no circuito gaúcho de Tarumã, em Viamão, região metropolitana de Porto Alegre.

A nova classificação do campeonato:

1 – Daniel Serra, 258
2 – Thiago Camilo, 253
3 – Felipe Fraga, 214
4 – Átila Abreu, 202
5 – Rubens Barrichello, 184
6 – Cacá Bueno, 180
7 – Max Wilson, 178
8 – Marcos Gomes, 162
9 – Ricardo Maurício, 156
10 – Gabriel Casagrande, 143
11 – Ricardo Zonta, 117
12 – Julio Campos, 110
13 – Valdeno Brito, 108
14 – Antonio Pizzonia, 99
15 – Rafael Suzuki, 89